domingo, 29 de agosto de 2010

Medo...


É sentir que corremos perigo
E que o único culpado sou eu
E essa minha insegurança

Que me faz perder as esperanças

Será que te magoei?

Confesso que por muitas vezes tentei
E ainda tento
Controlar esse meu sentimento
Que me deixa à beira de um abismo
E que me joga no infinito da solidão

Aquela frase me estremeceu o coração
Quando a li, quase morri

Porém me fez perceber
Que mesmo que não fosse para mim

Tenho muito MEDO de te perder

E esse medo me apavora

E me desespera

Chego ao ápice da loucura

Só em pensar que podes me deixar
E então lembro-me do teu olhar

E tento não pensar...

Diogo de Castro

9 comentários:

Zih disse...

É, é a insegurança q nos fazem escravos do medo e o medo só existe e persiste enquanto não o enfrentamos.

Tá meloso hen bem? auahauahuahau
AbraçoZ

Daniel Silva disse...

medo, pertence a todos nós, sempre temos medo do que não podemos ter o controle que gostariamos.

Diogo de Castro disse...

Nem tanto, Zih! ksksksksksks Vlw pelos comentários, minha gente.

Mr. Rickes disse...

O medo e a insegurança, por mais que tentemos, faz parte do cotidiano amoroso.

0/

Wellington disse...

Que melancolia! XD Primeiramente, obrigado por comentar em meu blog! Deixei resposta abaixo de seu comentário! Seja sempre bem vindo por lá! =)

Gostei de sua postagem! ^^

"Será que te magoei?
Confesso que por muitas vezes tentei
E ainda tento
Controlar esse meu sentimento"

Achei interessante esse trecho! Quando eu era mais novo pensava muito nisso. Até que aprendi que as pessoas quando gostam mesmo da gente nem pensam muito em nossos erros pois todo mundo erra e o importante é acertar mais que errar! X)

Parabéns pelo blog! =D

Abraços!

http://neowellblog.wordpress.com

CristaL. disse...

Gostei mto do texto... Isegurança e medo andam lado a lado mesmo! Parabéns...

www.brincandodefazerpiada.blogspot.com

J.R. disse...

Gostei bastante do seu texto. Parabéns pelo blog. ABraço.

Niddo disse...

nuss mto bom... voce escreve bem :)

continue assim! õ/

http://niddotiras.blogspot.com/

Jân Bispo disse...

Diogo, hum.. eis ai mais um colega poeta, rsrsrs... gostei bastante, intimo, pessoal, simples e melodico, tens talento para poesia rapaz rs... Medo bom e ruim, afinal ele bem que nos salva de certos perigos e outras vezes nos faz perder coisas que podiamos conquistar, mas faz parte da vida e com o tempo acabamos por aprender que infelizmente não podemos ter tudo, mas temos que valorizar o que temo... Valorize sempre o amor seja de quem for! abraços e sucesso sempre!