quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Quando falta, vemos que é essencial...Ou nem tanto!


Um velho conhecido sempre me diz, quando nosso coração nos falta, é que notamos que ele existe...Geralmente só damos conta da importância das coisas quando elas nos faltam. Há poucos minutos meu bairro ficou sem luz, pode parecer uma grande futilidade estar escrevendo sobre isso aqui, mas eu não vejo assim se analisarmos pelo lado útil da coisa.

Vejam bem, certamente se não tivesse havido esse probleminha elétrico, após o jantar eu teria vindo imediatamente para cá, não que isso seja totalmente ruim, muito pelo contrário, mas com o que aconteceu, eu pude perceber algumas coisas.

O fato é que sem “luz”, não me restou muita coisa a fazer; (Como ela é importante Gzuis! Rsrs) não podia ler um livro, ouvir música, ver TV ou estar aqui no PC, porém, me deu a oportunidade de fazer coisas que há bastante tempo não fazia.

Sentei na calçada, onde minha mãe já estava e ali ficamos conversando sobre tudo durante um bom tempo (á quando tempo não fazia isso? Nem sei). Terminados os assuntos, ela me notou olhando para o céu e perguntou o que eu via ao encarar a lua, esse tipo de coisa desperta nossa imaginação ‘né’?! Não respondi exatamente à sua pergunta, mas depois de feita, passei realmente ver coisas além de um circulo brilhante amarelo no céu estrelado...E como estava estrelado o céu hoje...Sem falar no brilho que a lua nos trazia, até parecia que ela sabia que faltaria a luz do homem, e lá estava ela para suprir nossa necessidade; foi mágico. Nesse meio tempo também parei para pensar, é sempre bom pensar na vida, nos conceitos que podemos rever e enxergar além do óbvio.

Um pouco dominado pelo tédio (a falta de energia durou mais que o necessário, rsrsrs) peguei o celular e fui deitar no sofá para ouvir algumas músicas, minutos depois as luzes que apagadas estavam acenderam-se, eu confesso que vibrei com isso (rsrs), automaticamente liguei o PC e agora estou aqui relatando esse fato interessante, pelo menos para mim.

O que quero passar para vocês, é que às vezes esquecemos das coisas simples da vida. Culpa da modernidade? Pode ser, mas nós não somos obrigados à ficarmos submissos à ela por período integral. Com base no meu relato, não se esqueçam, em qualquer momento de suas vidas, de admirar a noite estrelada, o sol se pondo, assim como de vez em quando pare para pensar na vida; o faço enquanto é possível. Pense nisso!

7 comentários:

Pedro disse...

Parabéns pelo texto.
Muito bom.

Fabricio bezerra da guia disse...

quando acaba a luz a única coisa que resta é conversar,e brincar de derreter giz com as velas.Tem vez que eu converso tanto com minha familia quando acaba a luz,que eu acho até ruinzinho quando a luz volta

Jân Bispo disse...

rs, a simplicidade é o melhor da vida, se prestarmos atenção acabamos percebendo que somos muito mais simplórios do que imaginamos, eu sou um amante eterno da lua, amo os dias de lua cheia e minguante, principalmente quando estou na praia, e apesar de detestar falat de energia rsrsrs, gosto quando a escuridão toma conta e apenas ouço as vozes das pessoas que estão em volta, e a conversa flui de maneira singular! rs... perfeito texto, simples verdadeiro e bem escrito.

ah vc pediu ai está meu e-mail que é o mesmo do msn: jandersonbispo@hotmail.com
sucesso para vc! e obrigado pelos comentários no comando!

sopodiaserogreg disse...

Bem interessante essa natureza humana d se conformar com o que pe dado e só valorizar quando é privado deles.
O legal do seu post é que nem todo mundo para pra pensar em como aproveitar esse momento de "privação" e perceber como aproveitar essse momento.

Franciele Valadão disse...

Pelo post! :)

Zih disse...

Isso já aconteceu cmg. Foi numa dessas q vi a imagem de São Jorge q as pessoas dizem estampar a lua auahauahua

Lola disse...

De vez em quando deixamos as coisas mais simpples da vida passar, e por incrível que pareça são tão deliciosas, o bucolismo que me provoca ao ficar na varanda da minha casa observando o céu (semi)estrelado (as luzes da cidade infelizmente não me permitem que veja totalmente as estrelas =/) ou, como toda boa notívaga/insône, acompanhar a noite e ver o sol nascendo, é algo tão gostoso ^^