domingo, 29 de março de 2009

É difícil...

É tão difícil quando pessoas que consideramos importantes na nossa vida nos apunhalam pelas costas, não acreditamos de cara que aquilo é verdade até que cai a ficha e você percebe que sempre conviveu com um ser fingindo vinte e quatro horas para você, então sua relação com aquela pessoa fica abalada e nunca mais volta a ser a mesma.
Dá vontade de olhar na cara do mentiroso (a) e dizer: Eu te odeio e espero nunca mais ter que olhar na sua cara, mas a coragem é tanta que o que é que você faz? NADA! Age como se nada tivesse acontecido e tudo volta ao normal, em parte, porque você passa a olhar aquele indivíduo da maneira que ele realmente é, desprezando-o.
Palavras ditas, ações praticadas, olhares lançados, esse tipo de coisa nos machucam mais do que qualquer pessoa que não tenha passado por algo parecido possa imaginar, eu não queria que aquilo tivesse acontecido, mas aconteceu... Por quê? Quem souber me responda, por favor.
Aí de vez em quando você se dá ao luxo de esquecer daquele momento ruim, naquele instante é bom, mas quando o efeito daquela magia momentânea passa é pior pois não há nada pior do que a ilusão, e o que você viveu naqueles instantes "felizes" foi ilusão, amarga e dolorosa mentira.

4 comentários:

Bolo de Casamento disse...

parabéns pelos dizeres emocionantes deu até vontade de chorar, tens muito talento

Inez disse...

parabéns pelo texto é bem real.
O pior é quando acontece alguma coisa nesse nível vindo de alguém que a gente confia muito, a decepção é be maior.

Laura Assis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
J. C David disse...

traição é com certeza uma das piores coisas da vida, a única parte "boa" da traição é que ela é feita por pessoas baixas, e sem alguma moral ou relevância.